Sala de Imprensa - Eventos

Evento objetivou a inclusão do profissional com deficiência

O Sindicato dos Empregados no Comércio de Itapeva, em parceria com a Federação dos Empregados no Comércio do Estado de São Paulo, promoveu um importante evento, que visou transmitir informações a um público específico, formado por autoridades, representantes de entidades sociais, empresários, profissionais de RH, professores, entre outros, sobre a inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho. 82 pessoas estiveram presentes ao evento, denominado “Café Sensorial”, nas dependências do Jubileu. Como explica Prf. Paulo Dante, da área de Formação Profissional da Federação dos Comerciários, o “café sensorial”, ”é um momento de sensibilização social e empresarial para inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho e ocorre através de uma dinâmica com um grupo de convidados que, ao vivenciarem uma situação real, possam buscar conhecimentos que favoreçam o desenvolvimento profissional e social da pessoa com deficiência”. Assim, os convidados tiveram a oportunidade de vivenciarem as dificuldades encontradas pelas pessoas com deficiência. Com vendas nos olhos os convidados andaram pelo pátio do jubileu vivendo a experiência de um deficiente visual. A pedagoga Maria de Fátima e Silva conduziu as dinâmicas e proferiu na seqüência uma palestra, passando informações sobre a Lei nº 8213/91, regulamentada em 1993. O respaldo legal para o movimento da inclusão da pessoa com deficiência no trabalho se apóia no sistema de cotas ou de reserva de mercado, que prevê um número determinado de vagas a serem preenchidas por pessoas com deficiência. Com certeza esses profissionais presentes serão os multiplicadores dessas informações, que objetivam a inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, existem atualmente no Brasil cerca de 25 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. A lei nº 8213/91 visa a inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho, mas muitas empresas não cumprem a cota por falta de uma maior conscientização. “O Café Sensorial tem esse objetivo e por isso, através da Fecomerciários e o Sincomerciários estamos levando às autoridades e aos profissionais da área essa informações, explica Maria de Fátima e Silva”. Estiveram presentes também vários integrantes da Luz da Visão.




Atualizado em 21/05/2018